2001

Capital Inicial

Astronauta libertado
Minha vida me ultrapassa
Em qualquer rota que eu faça

Dei um grito no escuro
Eu sou parceiro do futuro
Na reluzente galáxia

Eu quase posso palpar
A minha vida que grita
Imprensa e reproduz
Na velocidade da luz

A cor do céu me compõe
O mar azul me dissolve
A equação me propõe
Computador me resolve

Amei a velocidade
Casei com sete planetas
Por filho, cor e espaço
Não me tenho, nem me faço

A rota do ano-luz
Calculo dentro do passo
Minha dor é cicatriz
Minha morte não me quis

Nos braços de dois mil anos
Eu nasci sem ter idade
Sou casado, sou solteiro
Sou baiano e estrangeiro

Meu sangue é de gasolina
Correndo não tenho mágoa
Meu peito é de sal de fruta
Fervendo num copo d’ água

Álbum: Todos os Lados – 1989
Gravadora: PolyGram

O álbum Todos os Lados da banda Capital Inicial, trás um rock mais eletrizante. Como comentários da época este álbum leva seu nome ao pé da letra rs, atira para todos os lados como o nome mesmo diz.  Trouxe músicas como “Mambo Club”, “Mickey Mouse em Moscou”, “Vênus em Pedaços”, “Olhos Abertos”, “Belos e Malditos”, “Todos os Lados” e muito mais.

Lançamento: 1989
Produtor: Marcelo Sussekind

Nota do editor:

Apesar da banda ter trazido músicas bacanas, não chegou a ser um sucesso na época, devido a ascensão do sertanejo e a situação no país. Trouxeram nesse trabalho participações como do compositor Alvin L, parceria com Humberto Gessinger dos Engenheiros do Hawaii, música baseada na letra de música de Renato Russo, regravação dos Mutantes e outras participações.

Álbum Que país é este, da Legião Urbana