Eu Gosto De Mulher

Ultraje a Rigor

Vou te contar o que me faz andar
Se não é por mulher não saio nem do lugar
Eu já não tento nem disfarçar
Que tudo que eu me meto é só pra impressionar

Mulher de corpo inteiro
Não fosse por mulher eu nem era roqueiro
Mulher que se atrasa, mulher que vai na frente
Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente

Mulher de qualquer jeito
Você sabe que eu adoro um peito
Peito pra dar de mamar
E peito só pra enfeitar

Mulher faz bem pra vista
Tanto faz se ela é machista ou se é feminista
‘Cê pode achar que é um pouco de exagero
Mas eu sei lá, nem quero saber,
eu gosto de mulher, eu gosto de mulher
eu gosto de mulher

OoU oo ooU oo
Eu gosto é de mulher!
Ooo ooo ooo oo
Eu gosto é de mulher!
Ooo ooo ooo oo
Eu gosto é de mulher!
Ooo ooo ooo oo
Eu gosto é de mulher!
Ooo ooo ooo oo
Eu gosto é de mulher!

Nem quero que você me leve a mal
Eu sei que hoje em dia isso nem é normal

Eu sou assim meio atrasadão
Conservador, reacionário e caretão

Pra quê ser diferente
Se eu fico sem mulher eu fico até doente
Mulher que lava roupa, mulher que guia carro
Mulher que tira a roupa, mulher pra tirar sarro

Mulher eu já provei
Eu sei que é bom demais, agora o resto eu não sei
Sei que eu não vou mudar
Sei que eu não vou nem tentar

Desculpe esse meu defeito
Eu juro que não é bem preconceito
Eu tenho amigo homem, eu tenho amigo gay
Olha eu sei lá, eu sei que eu não sei,
Eu gosto é de mulher Eu gosto é de mulher

Eu adoro mulher!
Eu não durmo sem mulher!

Álbum: 18 Anos sem Tirar! – 1996

Gravadora: Deckdisc/Abril Music

A banda paulista Ultraje a Rigor, gravou este álbum ao vivo no Aeroanta, em Curitiba (Paraná), no mês de agosto de 1996. Mas só foi lançado em 1999, trazendo grandes sucessos da banda, como as músicas “Inútil”, “Nós Vamos Invadir Sua Praia”, “Ciúme”, “Pelado”, além de quatro canções inéditas, gravadas em estúdio, e que abrem o disco: “Nada a Declarar”, “O Monstro de Duas Cabeças”, “Preguiça” e “Giselda”.

Lançamento: 1999

Produção: Rafael Ramos, Rick Bonadio

Nota do editor:

Como as outras bandas que surgiram nos anos 80 e 90, estes rapazes paulistanos, são despojados e falam sobre tudo em suas músicas, sem nenhum pudor e um humor sarcástico. O álbum ganhou o disco de ouro, devido ao grande sucesso dasmúsicas “Nada a Declarar” e “O Monstro de Duas Cabeças”.

Álbum Que país é este, da Legião Urbana